sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Novo trem japonês de levitação magnética percorrerá Tóquio até Nagoya em 40 minutos

Veículo super moderno pode atingir 581 km por hora em 2027.

Novo trem japonês de levitação magnética percorrerá Tóquio até Nagoya em 40 minutosAs empresas japonesas Nippon Sharyo Ltd.e Mitsubishi Heavy Industries Ltd. estão trabalhando em conjunto para desenvolver o trem bala mais moderno do planeta, trazendo uma revolucionária tecnologia de levitação magnética de alta velocidade, relatou o The Nikkei.

O novo trem-bala japonês fez seu primeiro teste bem sucedido e atingiu a velocidade de 311 km/h, de acordo com informações do jornal Daily Mail publicadas nesta quarta-feira. Esse tipo de trem usa uma técnica magnética de levitação ao invés de trilhos. Com o trem, o trajeto de Tóquio para Nagoya, que atualmente é de 1h30, passará a durar 40 minutos.

Esse tipo de trem usa ímãs para levantar os vagões acima da pista, eliminando a necessidade de rodas e, portanto, qualquer incidência de atrito, proporcionando um serviço mais rápido e mais silencioso. O primeiro dos cinco vagões da série LO, fabricado pela Central Japan Railway Co. (JR Tokai), foram submetidos a testes iniciais ao longo da pista utilizada para manutenção.

A empresa informou que a pista de teste estendida permite que o trem de 5 vagões viaje em sua velocidade máxima por um período de 2 minutos, quase 4 vezes mais do que antes. Funcionários do governo e jornalistas experientes viajando a 500 quilômetros por hora nas pistas de teste.

A operadora pretende iniciar operações comerciais entre Tóquio e Nagoya em 2027. O trem vai ligar as duas cidades em 40 minutos, menos de metade do tempo dos trens-bala Shinkansen.

O presidente da empresa, Yoshiyuki Kasai, disse que o trem “maglev” será um líder no transporte terrestre de ultra alta velocidade, no século 21, e vai deixar uma pegada na história das tecnologias de transporte.

Uma viagem Tokyo- Osaka?
A Chuo Linear Shinkansen, como é chamada , além de reduzir o tempo de viagem entre Tóquio e Nagoya para apenas 40 minutos, irá proporcionar viagens de 67 minutos entre a capital e Osaka, prevista para começar em 2045.

"Vai ser possível para os trabalhadores se locomoverem entre Tóquio a partir de Nagoya ou Osaka mesmo ", disse o ministro dos Transportes Akihiro Ohta ao jornal Nikkei.

Os testes foram realizados em uma pista de Yamanashi , a série L0 treina regularmente executando a velocidade máxima de 500 km por hora, fornecendo dados para estudar a durabilidade dos carros, túneis e a pista, bem como os impactos ambientais da operação.

JR Tokai planeja anunciar detalhes sobre a rota e estações de serviços comerciais já neste outono. As obras começarão no próximo ano fiscal, que começa em abril.

O maglev é um dos maiores projetos do setor privado na história do Japão , com o custo total estimado em mais de 9 trilhões de ienes.

Melhor do que um avião
Os vagões foram desenvolvidos pela Nippon Sharyo e Mitsubishi Heavy Industries , sob a liderança de JR Tokai.

Nippon Sharyo , uma subsidiária da JR Tokai, foi líder de pesquisa e desenvolvimento para os trens maglev . A empresa construiu veículos para a alta velocidade usados em Aichi, o famoso Tobu Kyuryo Line ou Linimo.

Ao contrário dos supercondutores da tecnologia maglev da JR Tokai , no entanto, Linimo usa eletroímãs comuns e tem uma velocidade máxima de apenas 100 km por hora.

Os dois sistemas são "coisas completamente diferentes , tecnologicamente falando", disse um executivo da indústria ferroviária.

Os trens para a linha maglev da JR Tokai são mais como corpos de aeronaves. É por isso que a Mitsubishi Heavy Industries , que nunca havia construído trens de alta velocidade para os operadores japoneses ,entrou no projeto. E a tecnologia da empresa em aeronaves irá contribuir muito para deixar o veículo o mais leve possível.

Espera-se que a tecnologia de aeronaves da Mitsubishi seja útil para lidar com a aerodinâmica e outras questões relacionadas com operações de altíssima velocidade.

Os vagões de Shinkansen comuns , equipados com um pantógrafo , inversor, e gerador de energia e motor, pesam cerca de 45 toneladas. Em contraste, um carro de levitação magnética pesa cerca de 25 toneladas .

Mercado Maglev
Poucos fabricantes são capazes de construir carruagens maglev. A Transrapid International da Alemanha , em parceria com a Siemens AG, é uma das poucas fabricantes de trem maglev do mundo, mas não tem a tecnologia para construir um sistema de levitação magnética supercondutora.

O trem maglev da JR Tokai será o sistema de transporte terrestre mais rápido do mundo, com uma velocidade máxima de 581km por hora. A empresa está esperando que ele pode exportar a tecnologia para os EUA e outros países.
Fonte: IPC Digital